Tendinite Calcária

O que é Tendinite Calcária

divider pequeno

A tendinite calcária ou calcárea é uma doença comum que afeta predominantemente indivíduos com idade entre 40 e 60 anos. As mulheres parecem ser mais afetadas do que os homens. Vários fatores sugerem desempenhar um papel nesta condição, como atividade anormal da glândula tireóidea, doenças metabólicas (por exemplo, diabetes) e predisposição genética. Várias hipóteses etiológicas foram consideradas: as teorias degenerativas e multifásica são as duas mais credenciadas.

 

Clinicamente, a tendinite calcária é caracterizada por dor severa e incapacitante que ocorre espontaneamente, geralmente pela manhã. Pode haver rigidez concomitante, dando origem a um quadro clínico semelhante ao ombro congelado. A radiografia do ombro é a abordagem de imagem mais apropriada. A maioria dos casos resolve-se espontaneamente. Muitos tratamentos conservadores foram relatados na literatura, mostrando diferentes níveis de evidência de eficácia.

 

A cirurgia artroscópica é a última opção do ortopedista. Vale ressaltar que a dor pós-cirúrgica pode persistir por muitas semanas após a operação. Finalmente, é importante não esquecer a variante caracterizada pelo envolvimento osteolítico da tuberosidade maior, que tem sido associada a um pior resultado clínico, tanto após o tratamento conservador quanto após a cirurgia.

 

A tendinite calcária do ombro é uma condição dolorosa aguda ou crônica devido à presença de depósitos calcifico dentro ou ao redor dos tendões do manguito rotador; mais especificamente, é causada pela deposição de cristais de hidroxiapatita de cálcio comumente dentro dos tendões supra-espinhal e infra-espinhal.

Tendinite Calcária

Apresentação Clínica da Tendinite Calcária

divider pequeno

Pacientes com tendinite calcária tipicamente apresentam dor severa e incapacitante que ocorre espontaneamente, geralmente pela manhã. Pode haver rigidez concomitante, dando origem a um quadro clínico semelhante ao ombro congelado. Os pacientes podem apresentar dor anterior, localizado perto do sulco bicipital ou dor posterior, localizada abaixo da coluna vertebral da escápula. Pode haver contração concomitante do trapézio e dos romboides.

Que tal tratar duas dores conosco? Agende seu horário.

Tratamento para Tendinite Calcária

divider pequeno

Muitas opções diferentes são relatadas na literatura para o tratamento da tendinite calcária do manguito rotador. O tratamento desta condição pode ser não cirúrgico ou cirúrgico.

 

Dentre os não cirúrgicos podemos citar:Tendinite Calcária

 

  • Iontoforese com ácido acético;
  • Injeções de esteroides e agulha percutânea;
  • Terapia de onda de choque extracorpórea;
  • Plasma rico em plaquetas.

 

Tratamentos Cirúrgicos

Aproximadamente 10% dos pacientes não se curam com o tratamento não cirúrgico e, portanto, precisam de cirurgia para remover os depósitos de cálcio. A cirurgia é indicada em pacientes com sintomas graves que persistem por mais de seis meses.

 

Estão disponíveis dois tipos de tratamento cirúrgico: cirurgia aberta e tratamento artroscópico.

 

A técnica artroscópica consiste em um estágio articular e um estágio subacromial. Após uma inspeção glenohumeral, o estágio subacromial é realizado através dos portais posteriores e laterais. Os depósitos de cálcio são localizados por agulha percutânea. A calcificação residual é excisada..

Mais sobre Tendinite Calcária

divider pequeno

A formação e reabsorção de calcificações na tendinite calcária são processos mediados por células, muitas vezes multifocais. A condição geralmente se resolve espontaneamente, mas pode se tornar crônica.

 

A iontoforese com ácido acético é obsoleta e não é mais indicada para a tendinite calcária do manguito rotador. As injeções de esteroides combinadas com fisioterapia podem ser uma opção no tratamento não cirúrgico. Se os sintomas persistirem, é possível usar agulhas percutâneas.

 

Aproximadamente 10% dos pacientes são resistentes ao tratamento não cirúrgico, e nestes casos é necessária cirurgia para remover o depósito de cálcio. O tratamento artroscópico é o padrão-ouro do tratamento cirúrgico, mas duas questões permanecem abertas: se é necessário remover todo o depósito calcifico e se a acromioplastia é necessária.

Tendinite Calcária